quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

Tell me your secrets, and ask me your questions

A Melissa fez a dela, e resolvi fazer a minha também, porquê não?


Querido Papai Noel,

E, novamente, chegou o Natal.
A pergunta que vale, pelo que dizem, é se eu fui uma boa menina, garantindo, assim, o meu presente.
Bom, esse ano foi um coisa.
Começou com festas e máscaras. Seguiu com rompimentos e algumas lágrimas. Mais algumas máscaras e risos. E vassouras. Houveram vassouras! Mas não quero falar de vassouras, que despertam em mim sentimentos que vão me levar pra longe do meu presente. Malditas vassouras!
Mas houve também preguiça, trabalho, viagem, provas, praias, responsabilidade, muitas saídas, muitas diversões, muitas noite mal dormidas, risadas, delegacias, confusões. E quando eu 
pensei que fosse só, dormi e acordei com um sonho virando realidade e minha vida mudando por completo.
Se eu fui uma boa menina?
Não acho que tenha sido má, pelo menos não de todo, não em todos os dias. Pelo menos não nos pares. Talvez hajam algumas pessoas que discordem, mas nem sempre correspondemos ao que sentem por nós. Talvez eu tenha sido imprudente algumas horas, talvez tenha deixado algumas pessoas preocupadas, talvez eu tenha entrado pela contra-mão muitas vezes, à 140 km/h. Ou talvez, eu tenha sido somente o que eu quis ser. São coisas que a gente não pode prever.
Então, a grande pergunta, ao meu ver, é: depois de um ano tão cheio de realizações, eu ainda mereço um presente?
Ah, deixando a modéstia e humildade de lado, eu acho que mereço um presente especial sim. Não pelo papo manjado de 'nossa-como-eu-sou-especial-e-tudo-mais', que eu considero uma das coisas mais furadas do mundo. Só acho que mereço porque continuo atrás do sentido. Aquele sentido. Aquele bolo de sabor especial. Do you know what I mean?
Eu continuo perseguindo isso. Eu continuo acreditando nisso. Ainda que dias baunilhas existam, e eu queira me esconder debaixo da cama, de pijamas (Hey, todos temos dias assim!). Eu sigo crendo que a vida é mais do que isso, e que é meu dever buscar por esse 'mais'.
Assim sendo, merecerei eu um presente? Mereço. E o senhor bem sabe o que eu quero.
Eu quero a realização das palavras, os sonos interrompidos, as ilusões divididas, as crenças inacreditáveis possíveis. O que eu quero tá ali, eu não vejo, mas talvez sinta, só preciso da sua ajuda pra tornar isso real, pelo menos no sentido chato da coisa, porque esse papo de realidade também é um pouco superestimado, e o que é palpável e tangível pra mim, é louco e perverso pra ti. Who knows?
O que eu quero é isso: a chance. Me conceda isso; é só isso que eu quero. De uma maneira ou de outra, eu farei valer a pena, juro.

Eu sei que os caminhos são misteriosos, mas o senhor jura que espera que eu resuma tudo numa carta? Eu gosto de textos Lynchianos, poxa!
Portanto, aqui fica aqui o meu pedido: a chance.
Um Bom Natal pro senhor aí, não congele, coma bastante, dê muitos presentes e afague as renas por mim.

Beijos, 
Taynar

PS: Dá pra responder também uma pergunta simples que tá me massacrando: um vaso é só um vaso?

14 comentários:

A Rebelde disse...

Ótimo pedido!
Posso pedir o mesmo??!
Talvez só assim eu consiga encontrar quem eu tanto quero!
Beijos
PS: Hoje é niver do Traidor! Passe lá no confesso!

Aline disse...

Ótima carta, menina. E tudo que você diz como "não ser boa menina" é essencial à vida. Você é uma ótima menina e sabe disso =)

Beijocas.

Dani Antunes disse...

Adorei! rs
Muito bom..
Acho que cheguei aqui pelo Mulheres à la carte. Não foi?

Well. O caso é que vim, gostei e passarei sempre que der.

Pq ultimamente só tenho te lido via feed.

Ah! E espero que Papai Noel traga realmente tudo o que você pedir!

Beijoooooooos

Anônimo disse...

eu juro que faço força para entender teus textos, mas eles TÃO sem sentido... é por isso que jornalista, hoje, no brasil é desprestigiado, vcs pensam que escrever bem e usar palavras vãs. Melhora o estilo... FICADICA, garotinha.

Anônimo disse...

eu juro que faço força para entender teus textos, mas eles TÃO sem sentido... é por isso que jornalista, hoje, no brasil é desprestigiado, vcs pensam que escrever bem e usar palavras vãs. Melhora o estilo... FICADICA, garotinha.

Mariana Valente disse...

Adorei sua carta menina!!! Tô pensando em fazer a minha tbm!!!
Então, vc viu o boom de viagens à Londres? não tô gostando disso viu? Faço minhas as suas palavras: what the porra is that??? ahauahuahuahuahauhau

bom findi pra ti
beijones!

MELISSA S disse...

Sabe o que é o mais legal? Eu realmente sinto que vc é o tipo de pessoa que realmente só precisa da chance. Tem gente que as têm e desperdiça por não estar preparadam por n motivos. E vc provavelmente deve ter desperdiçado algumas, assim como eu. Mas chega um momento que a gente sente, no fundo, que vai fzer as coisas andarem. Acho que chegou o seu. Talvez tenha chegado o meu. Que papai noel nos dê de presente essas chances!!

BelaCavalcanti disse...

nunca comento, mas não resisti dessa vez; ADOREI seu post e tomara que sua(s) chance(s) venham rapidinho. Que vc. consiga realizar todos os seus sonhos.

Bill Falcão disse...

Hehehe!!! Também já fiz minhas cartinhas pra Papai Noel a long, long time!
Hoje, no more!
Mas, espero que você consiga o que quer, "a chance".
Bjoooooooo!!!!!!!!

Anna Bueno disse...

Tay,
Eu tb ja fiz minha cartinha. Espero que ele atenda a nós duas, ou melhor, a todos que temos algo a pedir.
Bjos!

Lyn Monroe disse...

Ta ai um otimo pedido!
q ele seja atendido, e qquer outro q vc tenha!
um otimo Natal p vc!
Beijos!

Flávia disse...

Eu tenho medo da minha lista, Tay. Sério. Prefiro nem pensar.

E um vaso é só um vaso sim, desde que a gente não olhe pra ele e veja outra coisa. Né?

Beijos, irmã-pupunha, Feliz Natal aí pra vc além-mar.

Fabio Fernandes disse...

Há uns tempos atrás recebi um comentário mais ou menos assim:

"Nossa!!!

Isso me tocou de uma forma… Deve ser porque eu estou esperando por uma coisa dessas também."

Basicamente é a mesma idéia que tenho acerca do seu texto.

Bjos, e boas festas!!
;)

minicontosperversos disse...

Tay Tay:
Nosso cartão de fim de ano, como era de se imaginar, está lá no blog.
Espero que você goste!
Abraço!

http://minicontosperversos.blogspot.com/