domingo, 28 de dezembro de 2008

Notícia do jornal, o quadro minimal, sou eu

2008.
D o i s.
M i l.
E.
O i t o.
Pra falar, a gente faz pequenas pausas com a língua.
Númerozinho complicado.
Eu sempre preferi anos ímpares, sabe Deus porquê.
Mas fazendo uma retrospectiva mental, 2008 foi um ano do caraleo, com o perdão do meu francês. Algumas pausas, como a sua pronúncia, mas muita ação, toneladas dela.
Não vou dizer aquelas coisas manjadas do tipo 'cresci como pessoa', 'encontrei meu eu interior' e blá blá blá. Nada contra, só não faz o meu estilo. E papo auto-ajuda meloso meio que me irrita. É, eu sou irritada. Na verdade, I'm a basket case, mas como sempre, estou divagando.
O que eu posso dizer é que fiz muito do que poderia ter feito. E olha que não foram poucas e nem razoáveis coisas.
Acho que posso dizer que certas coisas eu paguei pra ver. Algumas me surpreenderam, outras me fizeram ver que eu ainda tenho um longo caminho pela frente, e outras poucas que, simplesmente, eu sou uma rapadura e certas coisas não são pra mim. Né, Mirna? 
Mas houveram algumas únicas que obliteraram tudo isso e valeram demais. Coisas que eu não vi chegando, me pegaram pelos pés, me viraram de ponta a cabeça, sem dar tempo de preparo, respiração, cautela.
Perder um avião, um banco na praia em uma tarde ensolarada, uma madrugada amanhecida conversando, uma dança de noite, máscaras, vassouras, garrafas, e muitas palavras que não farão sentido pra vocês, mas que enchem, na boa, umas trilhões de malas de recordações, e que me elevam ao tal do '100 à 1000'.
Assim como o Natal, esse é o primeiro Reveillon que eu vou passar all by myself. Sem família, amigos, grandes produções, e talvez sem algumas das superstições meio sem sentido de todos os anos (não abro mão da lingerie nova, pô!). Não estarei dando pulinhos extasiados, mas, apesar, e por isso mesmo, eu sigo, porque eu não vou desistir. Simples assim.
Vou entrar 2009 com a maior sede e fome de todas, porque eu quero mais. Quero drinks mais longos, sabores mais profundos.
Ler livros que nunca li, ouvir o que nunca tocou, ver o que ainda é desconhecido. Ou simplesmente, viver as mesmas coisas, mas de cima, ou debaixo, ou do lado da mesa. De qualquer forma, a maneira não importa, desde que diferente.
Só quero continuar com essa minha vontade e minha cara-de-pau, como não?, de sempre, que me faz ir um pouquinho mais pra lá, sem a cordinha de segurança o tempo todo. 
Então, se a campainha da tua porta tocar, inesperadamente, depois da meia-noite, olha com atenção pelo olho mágico. Tu podes te surpreender...

* Um 2009 excelente ;)

Update: Não podia deixar de colocar aqui o selo que ganhei da Melissa. Tenho que co
nfessar que são poucos os blogs que eu faço questão de ler todos os textos e sempre. O Cinta-Liga é um deles, portanto, moça, curta Paraty, arranje um gato beeeeeeeeeeeeeeeeem 
bom e quanto à barrinhas e afins, tu bem sabes que existem coisas melhores, e que, com certeza, merecemos essas coisas. Um 2009 bombante ;)

13 comentários:

JP disse...

2008 foi muito bestial! E não quero saber o que dizem, 2009 tem que ser ainda melhor:D
Bom ano tb para ti!

Aline Dias disse...

Eu também prefiro os numeros ímpares. Esse ano foi bom por estar certa que o próximo vai ser melhor.
Um ótimo ano pra ti =)

Beijo!!!

Aline T.H. disse...

2008 foi um ano... Diferente, eu diria. Com muitas coisas a serem lembradas, outras a serem esquecidas e mais tantas a não serem julgadas - ao menos não antes que 2008 tenha ido embora. Foi um ano cheio, sim. E que venha 2009 com MUITO mais coisas!

Beijos, menina. Feliz 2009 pra ti!

Elis disse...

2008 um ano repeleto de pensar pra mim....
flor seu blog muito bom leitura bem simples do jeito que eu gosto hehehe!! felicidades pra vc e 2009 com forçaaa e saúde!!

Flávia disse...

Olha, eu prefiro os pares, mas 2009 será um ano 11 - e, como sou um número 11...

;)

Feliz 2009, Tay!

Beijos!

Johannes disse...

2008,... o que dizer.. eu prefiro colocar num envelope e esconder ele num baú, que de preferência vai ficar dentro de umas outras 3 caixas e coloca-lo no sotão de casa hehe! E que 2009 venha cheio de energia e boas vibrações (é batido como vc mesmo disse, mas num da pra fugir muito disso né, afinal queremos sempre o melhor!)!
Feliz 2009 para todos nós né! E que ai em Portugal não esteja tão friozinho! Tenho minhas fontes lusitanas que me avisaram que o inverno ai está até puxado hehehe!
Bjo!

D.Ramírez disse...

Que seu Ano Novo seja regado de muita
Veuve Clicquot Ponsardin, muita fartura e felicidades o Ano Inteiro!
Besos e até 2009!!!!

Mirna disse...

oh rapadura do meu coraçao!
realmente 2008 foi um ano de mtas emoções e explosões...
2009 vai ser melhor ainda...

Sei q parece besteira falar..tu não estás aqui presencialmente e blablabla mas estás nos nossos corações...parece piegas mas eu nunca concordei tanto com isso como agora.
Tu estás um pouquinho longe =p , mas toda vez que eu saio, lembro d ti, n tem um dia q eu nao veja meu email e não procure por novas fofocas=p, por nossas conversas, qd eu olho os homens agora to co ma bela mania d ver o meu gosto e pensar...mas o amigo dele é a cara da Tay rsrs

Um 2009 maravilhoso, e agora eu t desejo em especial muita força e muita saúde.

Jhennifer Cavassola disse...

Humm gostei de 2008. Foi bastante favoravel. Fiz novas amizades, mudei de cidade, casei e ainda engravidei. Foi muito bom!! O ano de 2007 foi melhor ainda. E espero que 2009 seja melhor do que todos juntos.

Estou passando para desejar um FELIZ ANO NOVO com muita PAZ, AMOR, SUCESSO e PROSPERIDADE!!!

Beijos

disse...

Passei aqui pra te desejar boas entradas.
Beijas!!!

Anna Bueno disse...

Acho que 2008 nã foi o ano ideal para ninguém.
Feliz 2009 pra vc!

Fernando Ramos disse...

Ola. Taynar! Feliz 2009 pra ti, mulher!

Como andam as coisas? Desculpe pelo sumiço, mas andei meio desbaratinado por uns tempos.

E acerca da sua reflexão de 2008, ainda bem que não gosta de auto-ajuda, logo teu texto não ficou nada parecido com isso. Ficou um relato muito bom.

E porque é o primeiro que passa sozinha? A família viajou ou você decidiu morar sozinha este ano?

Ah, e se aparecer lá em casa depois da meia-noite, aviso de antemão: não tem pão velho! :)

Mulher, me adiciona no msn? Só pelos teus comentários na Coluna, gargalharei muito conversando contigo. fernandoramosdf@hotmail.com

Beijocas!

MELISSA S disse...

Sensacional!! É isso aí. Se a gente não é capaz de se surpreender, que graça tem essa vida curta, não é? Bom 2009 pra nós!!!! Beijos!