quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Só você não viu

Eu queria estar com inspiração pra escrever um texto hoje.
Tenho até o motivo.
Mas ele simplesmente não foi.

Eu não estava muito empolgada em voltar ao Brasil.
Fora os motivos principais que me puxavam de volta (eu acho que saudade nunca tem fim), eu estava bem desmotivada, mas isso tinha muito a ver com portas que eu teimava em deixar abertas
Além desses grandes motivos, havia uma luzinha fraca, que eu sabia que se enroscasse a lâmpada direito, poderia fazer com que ela iluminasse com uma intensidade razoável. Cruzes. Esqueçam que leram essa frase!
Vou tentar de novo: tinha uma luz, e ela não tava brilhando do jeito que eu sabia que ela podia brilhar.
Ou seja, eu tinha um outro motivo.
Hoje, eu subi o primeiro degrau pra enroscar a lâmpada.
Pode até ser coisa da minha cabeça, mas só com isso a luz pareceu ficar um tiquinho mais forte.
Então era sobre isso que eu queria escrever.
E não consigo.

Mas quer saber?
Eu nem quero escrever textos. Talvez agora eu não precise. Porque eu subi um degrau.
A vista daqui já é diferente.

6 comentários:

Dani Antunes disse...

Só apareça e enrosque a luz de vez em quando... Faz bem! ;)

Menina Misteriosa disse...

Parabéns! Subir um degrau, dar um passo exige coragem. Força. E te admiro por isso.
E, as vezes, a gente sabe o que sente e é forte, mas não é necessário colocar em palavras!
Espero que a luz volte a brilhar com todo potencial!
Boa semana,
Beijos

Guilherme Franco disse...

=]

Maldito disse...

Então narra pra gente desse novo angulo ,...bjs

xoogle disse...

Poxa... por onde andam as diversas ideias?

Beijinho.

Ivan.

Aquino disse...

Alguém aí pediu para você dizer como é a vista de cima do degrau. E acho que você já deu um bom panorama...

Será que a luz não tá um tiquinho mais forte por que você tá mais perto dela?