terça-feira, 27 de outubro de 2009

And we're all going to hell

Todo mundo tem uma fórmula 'certa' pra coisas que o mundo 'precisa'.
Limão e alho pra garganta, sonrisal caf pra ressaca, chá de boldo pra dor de barriga, leite pra azia [fail, ok?], festa pra solidão, tempo pro coração, e um rosário pra desfiar de outras coisas.
Mas eu acho isso tudo uma grande besteira. Sério.
Só eu sei o sabor que me agrada, como sorvete de baunilha com skilhos de presunto.
É estranho, alguns diriam nojento, mas eu gosto, que se pode fazer?
Gosto também do fato de não ter fórmula 'certa', ainda que tenha dias em que queria comprar um remedinho pra alguma dor [todos temos dias assim].
Gosto do fato de ser responsável em fazer as coisas por/pra mim, e não ficar esperando por uma receita secreta e poderosa. Esperar as flores / plantar o jardim.

Como canta a Ida, fique feliz por alguém se dar o trabalho de te dizer certas coisas, ainda que tu não queiras e nem gostes de ouvir. De vez em quando, só é preciso.
Porque não existe fórmula.
Seria muito chato se houvesse.
E mais: não tenta empurrar o teu remédio na garganta alheia.
Nunca funciona. Então apenas pára de tocar na campainha.

* Sorry pela demora, I had a flight to catch ;)

4 comentários:

Luna disse...

e eu achava que tomar sorvete de flocos com batata frita era estranho...rs.


[sorry pela invasão]

:D

Anna Bueno disse...

Arghhhhhhh...sorvete de flocos com presunto?? Que nojo!!!
Como diz o ditado, "gosto e cú cada um tem o seu". rsrs
Bjos!

xoogle disse...

Way to go, Hun!

Odeio fórmulas! De todo tipo. Menos as que foram criadas por mim...

:-)

Beijocas.

Ivan.

Extase disse...

porra, um dia eu vou fazer musicar todos os teus post, eles sempre me agradam... duca...