domingo, 8 de fevereiro de 2009

Don't make me hold my horses

Às vezes, eu tenho um arrepio.
Não é bem um arrepio, e tem sido bem mais do que só 'às vezes', pra ser mais sincera.
É mais um pequeno choque elétrico, ou melhor, diversos deles, que começam lá no fundo, sabe aquele fundo? Aquele, onde te dão as fisgadas? É, uma espécie de arrepio, choque e fisgada, tudo ao mesmo tempo, mesmo momento, e tão rápido que eu fico até meio tonta.
Mas então, eu ando tendo essas coisas.
E têm sido, no mínimo, fantásticas. Porque eu não tinha antes. Na verdade, achava um negócio meio superestimado, para desespero de algumas pessoas. Então, olhem a minha surpresa quando descubro que não é e que me faz falta.
Começa no tal do fundo, ou âmago, pros mais prolixos, e logo atinge o meu pescoço, arrepiando os pêlinhos de lá. E agonia e é bom.
Como diria Mademoiselle Delpy, 'douleur et désir sont synonymes de mon plaisir'.

E isso é o melhor que agora eu posso escrever sobre isso. E tudo surgiu porquê a Mirna disse que tava na hora, que eu tinha que escrever algo. Mas, baunilha azeda querida, eu ainda não consigo, como eu te disse. Não sei que palavra usar e muito menos o que escrever. Acho que se a inspiração da Flávia batesse aqui por alguns segundos, o negócio ia ser outro.
Mas, por enquanto, é isso. E como a Mirna plantou a semente, eu deixei fluir um pouco. Vamos ver no que vai dar...
Eu ando tendo diversos arrepios, e não quero mais ficar sem tê-los.

*Sou imitona e também quero um layout novo, que eu tô enrolando têm tempos pro blog. Eu lembro que algumas pessoas me prometeram um, cadê, cadê, cadê?

E já que eu citei a Flávia, leio o post dela de hoje, que poderia muito bem ter sido escrito por mim, se eu fosse tão boa quanto ela =)

5 comentários:

Fernando Ramos disse...

Tay, não entendi. Você gosta então dos arrepios?

Quer um conselho? Feche a janela. :)

Fernando Ramos disse...

E acho que estou febril. Não me aguento mais no teclado, portanto, comentarei os demais depois, ok.

Beijoca, Tay!

Aline T.H. disse...

Ué, vai trocar tomém?? Rsrs Me deu coceira pra trocar. Gastei horas e ainda não gostei...

Mas quanto aos arrepios, bem... Não sou a mais indicada a falar neste momento, vou tender mais a chamá-los de choques elétricos e não é legal.

Beijoca, baby.

MELISSA S disse...

Arrepio é bom, SEMPRE... Muito tempo q eu não sinto um, fico feliz q vc esteja passando por isso. Mesmo q seja genuíno, mesmo q seja ilusório, isso não interessa. O que interessa é vivenciar o frenesi, curtir a adrenalina e sonhar bobamente. A vida é bem mais simples do que o q a gente pinta. Bjs, mulher!

Mirna disse...

sou sempre a culpada =p...