quarta-feira, 8 de outubro de 2008

This is not enough

Nada a ver com pessoas que sejam Scarlett Johansson ou Collin Farrel. Nada a ver com pessoas de cabelo liso, bunda sarada, corpo de escultura grega. Não, nada a ver com isso.
Afinal, o que te define é a coloração do teu cabelo? Sinto por ti, eu, sinceramente, espero das pessoas mais que isso. Se tu és tu só pelo teu sorriso alvo, conquistado com litros de bicarbonato de sódio, ou o teu carrão importado, tu não seras nada sem isso.
Se tu és tu pelo teu poder de regeneração com os problemas, parabéns, we've a winner. Tu és uma dessas poucas pessoas que valem a pena gastar três horas, ouvindo a tal história sem final feliz, mas real.
Hoje todo mundo se preocupa se o cabelo tá bom, a roupa tá na moda e o fio da meia não tá puxado. Um bando de pessoas feitas em série, que não sentiria a alegria de tomar um banho de chuva inesperado, daqueles que arrancam gargalhadas verdadeiras, por medo de estragar a escova, ou a blusa nova ficar puída. São pessoas que vivem pela e para a aparência, e quando tu vais olhar mais a fundo... Bom, não há fundo. É só aquela casca, aquele cara linda, aquele corpo de dar nó. É verdade, na maioria dos casos a gente não se aproxima de alguém por achar que esse alguém tem cara de quem gosta de Assis, Azevedo ou Hemingway. Mas, por favor, eu quero mais que o externo, né. Nenhuma beleza dura mais que o dia seguinte. A não ser que duas cascas vazias se encontrem. Aí, se encontrem longe de mim, s'il vous plaìt!
Não me esqueço das aulas de Ciências, onde aprendi sobre a Planária, um animal invertebrado que quando dividido, consegue se reconstituir, tornando-se dois seres distintos.
Temos um ser humano, partimos ele em dois: a casca e o o recheio. A casca é boa, não perfeita, mas humana, real, com qualidades e defeitos, coisas bonitas e marcas do tempo. O recheio, bom, esse é melhor ainda. Daqueles macios, que deixam gosto de 'hummm', e sempre vai te fazer querer provar de novo. Um ser, aproveitado em sua totalidade.
Pegas um outro animal qualquer. Parte em dois e... Bom, e aí, não tem 'e'. O que tu pegas é o que tu tens, sem recheio, sem gostinho de querer mais. Por fora, bela viola, sepulcro caiado, e essas outras definições que já ouviste por aí.

Abre parêntesis: Eu não me esqueço de uma situação que vivi. Uma amiga quis me apresentar um desses tops que toda cidade tem, esses caras lindos, sarados, com sorrisos de 300 woltz, e lá fui eu, incauta. Conversa vai e conversa vai, porque o louco só sabia falar do novo Civic dele, sua carteira Louis Vuitton, sua blusa da Diesel, e sei lá mais o quê, até que consegui desviar o assunto e ele me perguntou um hobby. Eu respondi ler. Juro, o cara ficou uns dois minutos olhando pra minha cara como se eu fosse o ET de Varginha. Quando o Tico e Teco se recobraram do susto e conseguiram processar a informação, ele me disse que não conhecia ninguém que tinha dito que tinha por hobby ler. Eu tive tato de não perguntar se ele já tinha visto um livro na vida, mas juro que não queria nem conhecer os amigos do mancebo.

Continuando...
Deixando de lado a multiplicação, falemos da regeneração.
Quantas pessoas conseguem ainda ser elas mesmas depois de perderem o cabelo, ganhar uma nova cicatriz, estar sem dinheiro pra comprar aquele novo casaco, hit da estação? Quantas pessoas conseguem passar pelas coisas feias da vida, e ainda assim, serem de uma beleza suprema, cegante aos olhos, mas reluzente aquilo que cada um tem dentro de si? Quantas pessoas conseguem se sujar, descer ao Inferno, e voltar, como um Orfeu, mais forte, mais belo, mais digno?
Eu conto no dedo as pessoas que são belas as meus olhos. Aquelas que topariam, numa festa chique, tirar o sapato, e ir jogar brincar de pique-esconde na rua.
Poucas pessoas são completas, são bonitas pelo conjunto todo da obra. Existem músicas ruins, passagens que doem no ouvido, mas assim como um CD (vou usar essa analogia enquanto é tempo), tu não podes escolher uma pessoa só pelas características boas. Tira toda a graça da coisa.
Eu sei muito chata sem a minha impaciência, sem o meu pavio-curto, sem minha vontade de discutir. Acho que meus melhores dias são aqueles em que a idiotice do momento despentou meu cabelo, amarrotou a minha roupa e eu estava estressada, muito estressada. Há uma beleza estranha na imperfeição, eu creio. Mas é claro, é importante se sentir bonito, vestir aquela blusa que te faz sentir melhor, arrumar o cabelo, colocar aquele perfume. Porém, é necessário entender que é o que vem por dentro da blusa que te define, não o pano, ou a marca.
Então, prefiro mil vezes uma casca batida, com imperfeições e um recheio digno de Ferrero Rocher, do que uma maçã liiiinda, reluzente, com veneno por dentro.
E não tenho medo de parecer ridícula. Eu acredito que saber rir de nós mesmo é essencial. Por isso, sempre rio depois das minhas quedas. Porque, Nossa!, como eu caio!

That I would be good even if I lost sanity

29 comentários:

Sargento Peixoto - O Monge disse...

Defina: "Besta".

Eu gosto de gente superficial, sempre precisamos de peões no tabuleiro de xadrez, mas sério, qual a graça de alguém que te encanta os olhos e dá dor de cabeça, eu gosto do real, do que existe, está ao alcance dos dedos, paupável, plausível.

Eu não ligo pro meu cabelo, gosto dele grande, mas eu não prendo, apenas lavo e penteio, gosto dele assim, é natural, eu adoro chuva e ainda agora 5 minutos atrás estava de pé soba mesma olhando o céu que tinha feixes de luz atravessando as gotas largas que caíam no chão, eu trabalho no segundo andar de um shopping aberto e é muito gostoso ver gente correndo com jornal na cabeça e afins, eu nunca corro na chuva, não há porque fazer isso, sem contar que eu estou hoje mesmo com uma blusa velha verde, meio amarelada, mas é confortável e eu adoro.

Têm gente que dá torcicolo na gente, é verdade, eu passo na rua fico perdido as vezes, mas fico impressionado com o olhar vazio que as pessoas têm ou as conversas fúteis que se escuta pequenos trechos de cada um ao passar por eles, sabe, uma das pessoas que eu achei mais interessantes assim, visualmente falando era uma menina esquisita lendo André Vianco dentro da Nobel Livraria, horas de conversa sem sentido, deve fazer alguns anos isso, nunca mais vi a menina.

Abrindo colchetes: Eu tenho uma camisa da "Diesel - 1,99 Litro: Auto Posto Santa Rosa".

Quanto a regeneração me atenho a minha mão zumbi. Amava ela me fazia parecer mais durão. Hoje em dia só o que me lembra que sou durão é minha conta negativada no banco. TOIN.

PS: Ontem eu fui na festa de aniversário de um ano do filho do meu chefe, eu estava de bermuda, tênis e camiseta no meio de um monte de crianças pulando na máquina de DDR(Treco que toca musiquinha e você têm que ficar pulando para acertar a ordem dos passos), minhas pernas ainda não se recuperaram do pique-pega.

Eu não comentarei sobre rir de nós mesmos, volto minha mão Zumbi em foto que você viu. Eu não caio muito, mas tenho um problema com fogo. E meu recheio é mais trakinas. rs

Besos.
Hasta.

Sargento Peixoto - O Monge disse...

PS: Primeiro comentário foi meu e adoro planárias, têm cara de gente lesa.

Betty disse...

Menina...........é incrível isso né, e sabe o que é pior, as pessoas esquecem que as "cascas" também sofrem a ação do tempo, né?!
Adoro viver um dia de cada vez, não me importo com as marcas das minhas roupas (aliás, sou frenquentadora assídua do Brás, rs), e festa de criança então? Quando tem piscina de bolinhas fico mais feliz ainda, arranco meus sapatos e me jogo dentro!!!!
"Extravasa, libera e joga tudo por ar, eu quero ser FELIZ antes de mais nada".
Adoro seus posts.
Bjs Betty

MELISSA S disse...

Tens e não tens razão, amiga. Pq não adianta um belo recheio e uma péssima casca. O que não conquista os olhos, dificilmente conquista o coração, pelo menos os meus. Eu gosto de conviver com os mais variados tipos de pessoas. Posso dizer que tenho amigos úteis e fúteis. Inteligentes e burros. Sarados e burros, sarados e inteligentes. Essa diversidade e o peso que damos as coisas é q faz o caldeião da vida ter graça rs Bjs!

Sargento Peixoto - O Monge disse...

Tenho trabalhado meu lado narrador/personagem, vou te confessar que passo a maior parte do meu dia pensando nessa história, desenvolvendo, trabalhando, eu fiz ela tão longa que dá trabalho resumir os capítulos para colocar no blog, eu vejo as imagens, coloco o que eu vejo, mas eu vejo detalhes demais.

A melhor parte da narrativa de hoje foi explicar um pouco mais sobre o personagem e o clímax do dia foi ele quase esquecendo a máscara, eu uso ela como um esconderijo, uma desculpa, com a máscara não sou eu, é meu "IT" a demonstração fisica de tudo que eu queria ser, o lance de olhar pra ela e se assustar por não ser o "IT" que ia fazer o "serviço" pra mim foi a melhor parte da crônica.

A minha camisa num é da Diesel, é da YNot, realmente tá escrito com o logo da Diesel no canto.

"Diesel - 1,99 Litro: Auto Posto Santa Rosa".

Sargento Peixoto - O Monge disse...

Sem problemas, eu saí só voltei agora mesmo e pra fechar tudo e ir pro cafofo.

Pão de queijo???

Qualquer semelhança não é mera coincidência, foi baseada em você mesmo.

Sargento Peixoto - O Monge disse...

Beijo, tchau e até a noite.

MELISSA S disse...

Completando é vá tomar no cú pra essas pessoas mesmo hauahauhauahuahu
ps: Taynar, o cara era gostoso, mulher... Vc poderia ter falado assim: "Nossa, eu tenho um tesão em gente q fica calada..." hauahauhauahu É, mas se não for só pra dar realmente a mente cansa, né? Bjs

Nem Li disse...

ADORO tomar banho de chuva! Correr e o pular em poças d'agua! E eu nem ligo que estraga minha chapinha!

AHuAIhAuiAHiuah

...concordo com quase tudo que você disse. Eu conheço algumas "Scarlett Johansson e Collin Farrel" que com certeza tirariam o salto para brincar de pique-esconde. O que deixam elas mais bonitas ainda.

Ps. ADOOOOOOORO mais que brincar na chuva, AMO Cuervo gold. Um dos amores da minha vida, junto com a absulut e o black label!

Cirilo Veloso Moraes disse...

Perfeito seu post, amiga. É que no fim das contas para quem vale a pena, os defeitinhos são apenas detalhes que tornam o outro ser único - assim... perfeito com todas as suas imperfeições.

E truth be told gente amendoim é um chatice: só têm casca.

Adoro tu, coisa linda, por dentro e por fora.

;)

vida cotidiana disse...

Nossa apaixonei, posso criar fã club? rsrs. Concordo totalmente em você a casaca não é nada, ao menor vento ela quebra e imagina na tempestade, bjs lindo texto.

Homem do Cafezinho disse...

Sumi, né?!?! Muitos cafés para servir e pães para assar :P


É moça, seus textos são seus textos......

Sempre disse que antes de olhar para os outros devemos olhar para nós mesmos. Nosso interior é o que mais importa no final!! Sem máscaras, sem rodeios, nem trapaças pois quando você se for é só disso que as pessoas se lembrarão. Ninguém vai lembrar se você vestia essa ou aquela marca, qual carro dirigia, se seu cabelo era liso ou "chapinhado". Elas vão lembrar de como você era de verdade, isso se você se deixar conhecer de verdade, porque confesso, às até eu me assusto comigo mesmo...

Ah! E daí que está chovendo, o pique começou, está com você!!!!!

Aline T.H. disse...

Gata, te digo uma coisa: mil vezes quem sou, com minhas cicatrizes, do que seguir o velho ditado do "por fora bela viola; por dentro, pão bolorento". Sou feliz demais por tudo que vivi e pela minha casca também - mesmo que não seja a de um pêssego, é bem mais saborosa ;-)

Beijão, linda!!

Sargento Peixoto - O Monge disse...

Nunca teve uma personagem inspirada em você? Eu já tive algumas dúzias em histórias que fazía com uns amigos, todos nós escrevíamos contos usando personagens baseados em nós.

Quando voltar eu vou te dar o "trailer" do capítulo de amanhã

Vinicius Luiz disse...

Gostei muito do seu blog, que tal uma parceria. Aguardo sua resposta.

Jhennifer Cavassola disse...

A é verdade!!! Hoje as pessoas estão mais preocupados com moda, o cabelo chapado, a maquiagem em feita (ou não), o sapato do dia (não é nem do mês)...
No dia do meu casório, eu tinha feito o cabelo, com um vestido longo, salto de 12cm e de repentee... Uma amigas me pegaram no colo e me jogaram na piscina. aff

Há muito tempo fujo do padrão de beleza das pessoas. Aquilo que eles acham padrão. Nunca gostei de homens que sabem a marca do meu creme de cabelo pelo cheiro. Acho que o mais importante é o conteúdo. A coca-cola não precisa se exibir pra dizer que é gostosa!! Ela sabe que é gostosa e nós também rss. Amo brincar, me descabelar, jogar areia pra cima quando estou na praia, tomar aquele banho de chuva, banho de chuvaaaaa aiiiaiaiiii.

Beijos querida! ;)

Jaque Lima disse...

ai se o mundo inteiro pudesse ler esse seu texto. eu agradeceria. você metrece aplausos. porque ninguém se toca. tampouco entende. o mundo não é aparência. a casca é passageira. o recheio é que se torna lembrança.
como que queria que esse texto chegasse em todas as portas. e as pessoas percebessem o quanto elas estão perdendo. que o cabelo pode despentear. que os sapatos podem ser colocados num canto qualquer. que uma marca não transforma ninguém. mas que o que você realmente é. os tombos. os micos. as verdades. as ações. isso sim é eterno. isso sim é que vale. e nada mais...e nem tão além!!!

Beijo moça!

Jaque Lima disse...

olha também prefiro a felicidade. mas a minha. depois de anos entrelaçadas. se encontra a alguns quilometros luz. e não quero outra. sou mimada. quero aquela. por isso. enquanto espero. me sacio com outra companhia. solidão.

Sargento Peixoto - O Monge disse...

Hoje excepcionalmente cedo vou começar no meu thriller. Acho que arranco um ou outro arrepio amanhã, hoje vai ser bom também, eu acho.

Sargento Peixoto - O Monge disse...

Updated.

Work of art.

Betty disse...

Nossa eu lembro desse post, o cafa do Manual do Cafajeste (http://www.manualdocafajeste.com/2008/09/17/do-que-os-homens-gostam/) publicou um post retrucando esse post.
Pretendo entrevistar uns 5 carinhas para escrever com mais propriedade sobre esse assunto.
Passa lá no blog, tem um desafio pra vc!
Bjs

Nanda Nascimento disse...

Incrível! Resumindo: viver sem frescura é bom demais, aceitar nossas diferenças e limitações já é uma grande vitória. Tem muita gente vivendo em um mundo de faz de contas e elas mesmo acreditam nesta mentira e vão vivendo.

Bom demais o texto!

Beijos e flores!

Maldito disse...

Tu tem noção o quanto mulheres como vc são raras???
Parabens pelo blog,...tu conquistou um fã só por esse post!
Excelente!
Inté!

Ice Ice Baby disse...

eu adorei a quantidade de "tu"q vc usa...tu és gaúcha, chuchu?

e gostei tb da lembrança da planária..tb adorava biologia...

bjs chuchu

Zunnnn disse...

Sem jeito! rs Cai toda hr. rs....
tome jeito, menina...

Bom, eu não tinha visto a exemplificação de ... Pessoas de conteúdo como um... "Ferrero Rocher"...rs.. mas vc tem toda razão... o gostinho de quero mais sempre fica.

Tem pessoas que são só o papel da balinha..rs vazias e sem gosto.. (aprendi com vc essas exemplificações doidas..rs, eu sei, não aprendi direito ainda..rs) essas pessoas nos deixam com aquele ar de... e ai? An... Só isso? rs

Elas acreditaram na mentira do sec. vc é o que aparenta ser e o que tem...

bobos, ne dona do blog?
se soubesse o gosto que tem olhar pro mar e enxergar os olhos de ressaca de uma dona cheia de imperfeições e erros que mesmo assim te cativou...
Se soubessem o que é ser.. em vez de parecer e ter...
Se soubessem as vezes não mudaria nada..
mas ... sera que se eles sentissem o gosto, sem ser artificial da parada..rs iriam gostar?

an.. ta.. meu comentário foi bem mais intimo do que eu queria..rs conversei muito mais comigo mesmo e com meu mundo.. deixa estar...

abraço

Zunnnn disse...

que bom que gostou..
sou muito informal no que eu falo.. mais penso muito. rs
pensei que nao iria gostar.. pq o pessoal por aqui é mais formal e mais profundo.. rs
eu só sei.. fazer isso aqui..rs

quanto a musica.. eu conheço sim, adoro zeca baleiro.

quanto seu comentario. que bom que achou lindo. acho que vai ser uma das poucas que irão achar. rs

valeu abraço

Flávia disse...

Vc me fez lembrar de um namoradinho que tive há uns 10 anos. Lindo. Desses que a gente olha e pensa que dificilmente vai encontrar alguém mais bonito nessa vida. Desses que tem certeza de que vc dificilmente vai encontrar alguém mais bonito nessa vida, e que vc é uma privilegiada por ele trocar fluidos corporais com você. Sabia de cor onde eram as melhores baladas da cidade, mas não conseguia listar os 10 livros preferidos porque simplesmente não havia lido o suficiente nem pra fazer um top 5. Foi com ele que aprendi que não gosto de superficialidades. Adoro homem lindo e sarado, não vou mentir - mas tenho atração fatal, mesmo, por cérebro e personalidade. É encontrar alguém uqe seja o pacote completo e eu não largo nunca mais :D

Beijos, bonita.

Flávia disse...

Menina... vc não faz idéia de como eu ri tentando imaginas a natureza do tal comentário proibido para ambientes out-MSN, rsrsrs...

curiosidade não mata, né?

Saudades de vc, tb. Eita conversas pra render...

Beijões!

iara disse...

vai ver que é por isso que tenho poucos, mas porém bons amigos. popularidade não me interessa, muito menos agradar a todo mundo, não faço parte de concurso de beleza ou mis simpatia.
mas genuína alegria, humor, inteligência, espi´rito crítico estão cada vez mais raros e vc tem! por isso gosto de vir aqui e gostei de conhecer vc!
bjão
iaiá