sexta-feira, 24 de outubro de 2008

Je veux bien faire la belle

Calça o sapato novo. Tiras no tornozelo, alto de doer. Preto.
Põe o vestido, também novo (Ah! A felicidade dos presentes de aniversário adiantados...) dêgradé cor de vinho e preto. Decote nas costas, solto nas pernas, curto.
Solta o cabelo, com cachos nas pontas, longo, mas precisando de um corte.
Pega a maquiagem. Aquele blush rosa novo e o batom claro. Lápis preto, rímel marrom, ressaltando a íris castanho claro, quase verde.
Coloca o cd. Escolhe a nona música, a de sempre.
Sai dançando, cantando:

Se met-il à ma place
Quelquefois
Quand mes ailes se froissent
Et mes îles se noient
Je plie sous le poids
Plie sous le poids
De cette moitié de femme
Qu’il veut que je sois
Je veux bien faire la belle
Mais pas dormir au bois
Je veux bien être reine
Mais pas l’ombre du roi
Faut-il que je cède
Faut-il que je saigne
Pour qu’il m’aime aussi
Pour ce que je suis

Porque era uma sexta-feira, dia de levantar, colocar a melhor roupa e sair pra viver, esteja o mundo desabando ao seu redor. Esteja uma passagem comprada, em cima da cômoda.
A vida é muito curta para se beber vinho ruim, e ela gostava de taças grandes...



* Pessoas, estou sumida mesmo dos comentários. Mas prometo deixar de ser patifa e voltar. Podem me xingar se eu não o fizer.
Bom final de semana ;)

29 comentários:

Cogumela =) disse...

No meu caso:

Fantasiou-se de cogumelo e dona de si foi a rua. A moda mais toxica da região: vermelho puá branca.
Feliz e tomada da ansia destrutiva queria virar pó. As vezes destruir é preciso pra renascer mais calma.

N'outro dia: dor de cabeça e a falta de lembrança da noite de ontem...pura loucura mas, doce!

^^ bom fim de semana, guria!

-cogumela-

Nucifera disse...

Mais pas l’ombre du roi
Faut-il que je cède
Faut-il que je saigne
Pour qu’il m’aime aussi
Pour ce que je suis


Amo! Sexta-feira, dia de viver, vestir-se para si, e dançar e cantar sem pensar em nada. Acordar no almoço de sábado, borrada da noite anterior com a leveza de ter vivido.

Lindo post!

beijos

Aline T.H. disse...

Sexta é sempre dia de se esquecer de tudo que desaba, até mesmo da cólica!!!

Se joga, menina. Você merece. E é pena que tu vai antes da gente se jogar juntas! Mas vamos ter chances logo, logo.

Beijos!!

rafael disse...

O blog da Rapha entrou em estado bot (eu nem sabia que isso existia), então passei aqui pra dar uma lida. Você também escreve muito bem, darei uma lida em posts antigos.

Bom fim de semana, Taynar!

Nem Li disse...

Concordo...A vida é muito curta para se beber vinho ruim MESMO!

Nem Li disse...

Não sou pinguço..Apenas aprecio o alcool e os efeitos do mesmo sobre mim.

É quase um estudo filosófico.

=D

vida cotidiana disse...

Que bom a volta, texto dez.
É, sexta dia de viver...
bjs

iara disse...

olha nad é melhor que agradar a gente. se mimar e se permitir.
isso mesmo, vá viver!
bjs

Loira e Morena disse...

Ai sexta feira, nem acredito q chegou!!!..hheheh
Moooito obrigada pelo apoio...rs

beijocas da Loira

Homem do Cafezinho disse...

Querida, um maravilhoso final de semana pra você que com certeza está deslumbrante com esse vestido :P

Espero que tenhamos os dois uma ótima sexta, se minha arquiteta permitir, Heheheh

E pode deixar que volto antes do sei niver sim, com toda certeza!! Ah! e já disse, me manda seu CEP que eu lhe mando não só o Capuccino super-ultra-mega-extra-large com chantilly e mais uns pedaços de céu para seu paladar!!!!

mania disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
jamantha disse...

Besoin d'un peut de savoir faire, chérie? Ce n'est pas pour ce que je suis,mais pour ce que je sois - l'impératif, chérie, en français c'est toujours le subjonctif!

bisouxxxxxxxxxxxxx

Tia do Café disse...

Vou calçar minha sandália nova, e vestir meu verde predileto. Dançar até cair. Minha noite começa agora! Divirta-se horrores moça! Eu... bem! Eu vou fazer o mesmo!

bj

Flávia disse...

"O mundo vai acabar
e ela só quer dançar, dançar, dançar"...

De todos os seus posts, esse me pareceu o mais "Taynar", sabe? Essa coisa linda solta no mundo, bebendo o agora em longos e demorados goles.

Amanhã é amanhã.

Beijos, bonita!

Fulô D'arche ♪ Mais uma dose ® disse...

Oie ... gostei pacas dos teus textos ...

sou amiga da Cogu .. =D

beijos .. Até mais ler!

Jhennifer Cavassola disse...

Opa, nada melhor do que presentes!!
HUmmm o francês é tão lindo, tão sofisticado! Depois do árabe é o idioma que quero aprender.

Saudades daqui :)

Saudades de ler suas postagens :)

De comentar :)

Mas logo, tudo se estabiliza. Beijos

GUILHERME PIÃO disse...

Que saudades das sextas-feira, quando era mais jovem eu era um "Cisco"...ehehe
Aproveite pois este momento é único.
Abraços

Zunnnn disse...

alguns dias existem só como desculpa pra sermos felizes...
mas precisamos de desculpas pra isso?

pq na seg, ter, qua, qui, sex, sab e dom, poderiamos nos fazer indomáveis apenas pra não cair numa rotina....

Abraço

ronaldo disse...

acordei assim nesta minha Sexta.

Numa felicidade só! jogando os vinhos ruins ralo abaixo.



Bom final de semana!



Beijos!

Marcelo Martins disse...

"A vida é muito curta para se beber vinho ruim".
Eis uma das verdades universais.
E a vida é muito curta também para perdermos tanto tempo com o tempo de esperar um novo tempo chegar.
A hora de viver é já!
Bem legal a cena que descreveu =)

Beijinhos

Conde Vlad Drakuléa disse...

Estou sem palavras! Bravo Bravíssimo!
Jamais poderia te xingar, apenas te idolatrar à distância!
Beijos do conde extasiado! ^^

Viviane de Campos disse...

todas as mulheres já fizeram isso...
e sempre q posso me jogo na noite tb...
ótimo post !!!!
simples e verdadeiro
bjs

Troll disse...

Taynar, a vida é pra ser realmente apreciada em toda a intensidade de seus sabores e o buquê de suas sensações. Nada mais importa, pois ao que ama seus prazeres todo o resto cresce dessa paixão louca por si, até alcançar o próximo e assim amá-lo, também.

Viva, saia, curta, esteja bela e única (pra vc, não é nada difícil). Vc merece.

vida cotidiana disse...

Tem presente para voc~e lá no vida cotidiana, bjs

Jaque Lima disse...

e todos os dias deveriam ser como esse. mesmo o mundo desabando. porque não era pra ela ligar. só queria viver. e isso significava. se desfazer das coisas mais desgastantes. e menos importante.

P.s: você é jornalista. que legal. daqui uns anos. também serei. espero...


Beijo!

Aline Dias disse...

C'est la femme fatal ;)
x) Ça va!

Sieger disse...

Uau, que sexy!
Eu me visto ao som de Amy Winehouse - You Know I'm no good.

o que me vier à real gana disse...

Válá!... Hoje não é Sexta-Feira. Vai ao "real gana" e comenta o último post, pode ser?

Fernando Ramos disse...

Taynar, segue trecho do pecado:

"Calça o sapato novo. Tiras no tornozelo, alto de doer. Preto.
Põe o vestido, também novo (Ah! A felicidade dos presentes de aniversário adiantados...) dêgradé cor de vinho e preto. Decote nas costas, solto nas pernas, curto."

Perfeito, hein? Impossível não pensar em pequenos delitos com esta produção. :)

E esta, uma excelente frase: "A vida é muito curta para se beber vinho ruim, e ela gostava de taças grandes..."

Taça grande de Mioranza, vale? Hehehe.

Beijocas!